Saúde

AVC – 7 sinais que um derrame está a caminho e como prevenir

Os tipos e a intensidade das sequelas variam de acordo com a área do cérebro afetada

O acidente vascular cerebral (AVC), também chamado de derrame, é uma enfermidade quase silenciosa e se não for tratada a tempo, pode deixar várias sequelas ou mesmo levar à morte. Dados da Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares, apontam que em torno de 70% das pessoas não retornam ao trabalho e cerca de 50% ficam dependentes de ajuda das pessoas para tarefas do diárias, após terem sofrido um AVC.

Existe dois tipos de AVC:

  • Acidente vascular isquêmico – falta de circulação numa área do cérebro devido ao boqueio de uma ou mais artérias por ateromas, trombose ou embolia. É mais comum ocorrer nas pessoas mais velhas como consequência do diabetes, colesterol elevado, hipertensão arterial, problemas vasculares e fumantes.
  • Acidente vascular hemorrágico – sangramento cerebral provocado pelo rompimento de um vaso sanguíneo ocasionado pelo aumento da pressão arterial, problemas na coagulação do sangue e traumatismos. Podendo ocorrer nas pessoas mais jovens e é mais grave. O fato é que homens e mulheres de qualquer idade podem ter e por isso é muito importante saber os sinais de que um AVC está prestes a ocorrer.

Os sinais do AVC e como prevenir

  1. Fraqueza nos membros e formigamentos;
  2.  Assimetria facial e alterações de fala;
  3.  Náuseas e vômitos;
  4.  Confusão mental;
  5. Dor de cabeça intensa;
  6. Crises convulsivas;
  7. Falta de força num lado do corpo;

    Prevenção

    • Controle o seu colesterol, pressão arterial e glicemia;
    • Tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas;​​
    • Reduza o consumo de sódio e gorduras​​;
    • Faça acompanhamento médico regular;
    • Mantenha o peso ideal e exercícios físicos;
    • Consumo de alimentos saudáveis.

Tratamento

No caso do AVC isquêmico, existe um medicamento injetável altamente eficaz, e estudos mostram que em até 4h30min após o início dos sintomas, o paciente que recebe esse medicamento que no qual é responsável por desobstruir o vaso lesionado e assim tem mais chances de bons resultados. Além disso o tratamento pode ser feito com cateterismo, desobstruindo o vaso cerebral.
Vale ressaltar que é uma doença tratável.

Reabilitação após o AVC

Quanto mais cedo o paciente iniciar seu tratamento de reabilitação, mais chances tem de se recuperar. Dependendo a sequela, poderão ser indicadas técnicas de fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, hidroterapia, psicologia e neuropsicologia. O objetivo é tentar recuperar ou desenvolver as funções perdidas durante o Acidente Vascular Cerebral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo