Política

Bonner chega com notícia de impacto sobre as eleições e candidato não poderá concorrer: ‘inelegível’

Bonner chega com notícia de impacto sobre as eleições e candidato não poderá concorrer: ‘inelegível’

William Bonner e Renata Vasconcellos levaram ao ar no Jornal Nacional desta quinta-feira (1º) os dados da nova pesquisa do Datafolha para a eleição presidencial. O levantamento foi encomendado pela Globo e pela Folha de S. Paulo e divulgado durante o telejornal mais assistido da TV brasileira.

Bonner iniciou dizendo que foi a primeira pesquisa do Datafolha depois que o horário eleitoral começou, que os principais candidatos foram sabatinados no JN e que a Band realizou debate. Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL) foram citados pelo jornalista.

Bonner informou que Lula aparece com 45%, dois porcento a menos do que no último levantamento. Bolsonaro continuou com os mesmos 32%. Ciro Gomes (PDT) saltou de 7% para 9%. Simone Tebet (MDB) teve o maior crescimento: saltou de 2% para 5%.

O número de branco, nulo e nenhum candidato caiu para 4%. Não sabe e não responderam ficou em 2%. Depois de divulgar os dados (assista ao vídeo abaixo). Soaraya Thronicke (União Brasil), Pablo Marçal (Pros) e Felipe D’Avilla (Novo) aparecem com 1% cada. Cinco candidatos não pontuaram: Roberto Jefersson (PTB) , Sofia Manzano (PCB), Constituinte Eymael (Democracia Cristã), Léo Péricles (Unidade Popular) e Vera Lúcia (PSTU).

“Hoje, por unanimidade, o TSE rejeitou o pedido de candidatura de Jefferson”, disse Bonner. “Inelegível até dezembro do ano que vem”, explicou o âncora do telejornal mais assistido da TV brasileira. Roberto Jefferson foi condenado no processo do Mensalão. Padre Kelmon, vice na chapa, foi escolhido como candidato do partido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo