Saúde

Esses são os 6 sintomas de câncer de útero que JAMAIS devem ser ignorados

Esses são os 6 sintomas de câncer de útero que JAMAIS devem ser ignorados

Segundo dados do INCA, o câncer de colo de útero é o terceiro tipo mais letal de câncer em mulheres em todo o país – a cada 90 minutos uma brasileira morre por este motivo.

A principal causa do câncer de colo de útero são as lesões causadas por tipos oncogênicos do papilomavírus humano, o HPV. Dos 150 tipos de HPV, cerca de 40 podem causar câncer, sendo o HPV 16 e 18 os maiores responsáveis pelo desenvolvimento de lesões malignas cervicais (70% dos casos).

Embora seja uma doença preocupante por sua letalidade, as lesões que antecedem o câncer e o próprio câncer de colo de útero são detectadas por meio do papanicolau, exame ginecológico rotineiro, rápido e realizado dentro do consultório médico.

“Quando descoberto com antecedência, o câncer de colo de útero oferece melhores possibilidades de tratamento – a chance de cura, nesses casos, é de quase 100%.”

Por isso, o exame papanicolau deve ser realizado na periodicidade indicada pelo médico. As novas diretrizes indicam a realização de dois exames seguidos com intervalo de 1 ano e, se estiverem normais, pode-se espaçar a coleta para intervalo de 3 anos, mas converse com seu médico sobre o intervalo necessário.

Além da visita regular ao ginecologista, duas formas de prevenção às lesões no colo do útero também são indicadas: o uso de preservativos nas relações sexuais, a fim de diminuir o contágio do HPV, e a vacinação contra o vírus.

Assim como toda afecção ginecológica, é também essencial que a mulher preste atenção aos sinais de seu corpo para prevenir-se.

Abaixo, listo os 6 principais sintomas do câncer de colo de útero. Porém, é crucial lembrarmos que este câncer é de início assintomático, na minoria dos casos a doença se manifestará com todos estes sinais e, também, estes podem estar associados a outras condições e enfermidades.

Fique de olho:

  • Sangramento vaginal fora da menstruação e/ou sem motivo aparente. 
  • Corrimento vaginal alterado, com odor, aspecto e coloração diferente.
  • Dor abdominal ou pélvica constante, sobretudo ao urinar e durante as relações sexuais.
  • Sensação de pressão no fundo do abdômen.
  • Vontade de urinar mais frequente.
  • Perda rápida de peso sem motivo aparente.

No caso de qualquer um desses sinais, procure seu médico com urgência.
Vale lembrar que não devemos esperar surgimento de sintomas para realizarmos nossos exames de rotina, o exame papanicolau deve ser realizado periodicamente mesmo sem a presença de quaisquer sintomas.

* Com informações do INCA e Instituto Oncoguia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo