CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Geral

URGENTE: Motorista fur4 bl0quei0 e atr0pela várias pessoas em São Paulo; Veja o vídeo

URGENTE: Motorista fur4 bl0quei0 e atr0pela várias pessoas em São Paulo; Veja o vídeo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bolsonaristas que aderiram aos bloqueios das rodovias foram atropelados na tarde desta quarta-feira (2) na Rodovia Washington Luís, na altura de Mirassol, interior de São Paulo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conforme texto do G1 e com informações da Polícia Cívil, um grupo de pessoas fazia a paralisação no meio da pista, quando o carro avançou. Sete pessoas ficaram feridas e foram levadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mirassol. Duas delas foram transferidas para o Hospital de Base de Rio Preto devido à gravidade dos ferimentos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O motorista do carro foi detido em seguida. Assista ao vídeo do exato momento do atropelamento:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seguida, o carro foi depredado pelo grupo, que foi contido pela Polícia Militar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais cedo, a Tropa de Choque da Polícia Militar de São Paulo utilizou bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e jatos de água para dispersar os bolsonaristas que bloqueavam a Rodovia Castello Branco, na altura do km 26, nas proximidades de Barueri. Ao todo, 20 viaturas da PM foram até o local para colocar fim ao protesto.

Uso da força e multa
Na manhã da última terça-feira (1), o governador Rodrigo Garcia (PSDB) disse em entrevista coletiva que, caso os caminhoneiros não obedeçam a ordem de retirada, o uso da força policial não está descartado. Além disso, ressaltou que serão aplicadas multas de até R$ 100 mil aos motoristas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A partir de agora, nós vamos aplicar aquilo que determina a decisão judicial, iniciando com multas de R$ 100 mil por hora para cada veículo que esteja contribuindo com essa obstrução, a partir também daí fichando e eventualmente prendendo àqueles manifestantes que resistirem à desobstrução das vias e, se necessário, o emprego de força”, disse.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo