Política

Médicos acabam de confirmar a PIOR notícia sobre LULA “Estado Grave”

Médicos acabam de confirmar a PIOR notícia sobre LULA “Estado Grave”

O nome do ex-presidente e candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), acabou virando assunto mais uma vez nas redes sociais após participar de um debate feito pela Band, no domingo (28/08), após algumas pessoas notarem algo estranho em sua fala. Poucas horas depois, o assunto acabou sendo um dos temas mais procurados na web, sendo muito questionado sobre o atual quadro de saúde do candidato.

Em 2011, o candidato acabou tendo que enfrentar um grave câncer de três centilitros na região da laringe, que veio a resultar em cerca de mais de 30 sessões de quimioterapia. Por mais que o assunto seja pouco recordado pelo público brasileiro, Lula vem realizando exercícios em sua voz em duas vezes por semana, para que tenha uma boa frequência diária.

Na época, o oncologista José Guilherme Vartaniam, do Hospital A.C.Camargo falou sobre o caso de Lula.

“A agressividade, a evolução da doença, depende muito da fase em que ele é diagnosticado. Câncer de laringe, diagnosticado em fase inicial, as chances de cura são muito boas, acima de 80% a 90%. A doença diagnosticada em fase muito avançada, as chances de cura são muito pequenas, na base de 40% das vezes”, explicou.

O médico chegou a falar sobre o tratamento de quimioterapia que Lula teria que realizar.

“De maneira geral, não sei especificamente o caso do ex-presidente Lula, mas nas doenças em fase inicial, o tratamento é geralmente com cirurgia ou radioterapia e por sua vez, as doenças muito avançadas é baseado em cirurgia. Como o ex-presidente está sendo recomendado a fazer tratamento quimioterápico, traduz uma doença intermediária onde a quimioterapia tem o seu papel no intuito de evitar sequelas de uma eventual cirurgia mais agressiva poderia causar, principalmente nas sequelas em relação a voz e a deglutição dos pacientes”.

Veja o vídeo abaixo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo